Declaração

Tudo estava preparado para a 33ª Reunião do Comité de Património Mundial que decorreu em Sevilha desde o 22 ao 27 de Junho de 2009. O Comité teve que estudar 27 candidaturas entre bens naturais e culturais, das quais só se inscreveram 11 bens culturais, 2 bens naturais e 3 ampliações de bens já declarados. Às 18:26 horas do sábado 27 de Junho a candidatura de Torre de Hércules deixou de ser um sonho para se convertir num bem inscrito na Lista de Património Mundial de acordo com o critério III das directrizes operativas, que reconhece a excepcionalidade do farol por contribuir como testemunha única sobre uma tradição cultural ou uma civilização viva ou desaparecida.

Desde então, a Torre de Hércules é o único farol inscrito na Lista de Património Mundial.

Mais informação sobre Declaração [.PDF]