Espaço escultórico

Este museu ao ar livre estende-se pela península da Torre, Ponta Hermínia, O Acoroado e o Cabal de Pradeira, ao longo de 47 ha, ou seja, ocupando parte dos limites da zona do entorno da Torre (core zone). As esculturas distribuem-se no espaço que rodeia a Torre, num jogo de perspectivas muito sugerente e em diálogo permanente com o próprio monumento. A temática escolhida pelos artistas pode se ordenar em torno a várias vias temáticas:

Os relatos mitológicos que vinculam a fundação da Torre com o próprio Hércules ou com o caudilho celta Breogão, ao que a historiografia do século XIX relaciona com a origem do próprio monumento.

As referências ao mundo do mar, à navegação e às rotas que nos falam dessa vocação marinheira que aparece intrinsecamente unida ao passado do pobo galego desde os inícios da sua história.

Neste espaço escultórico integraram-se uma série de elementos preexistentes que se explicam dentro do seu contexto histórico por meio de painéis informativos que difundem o valor que têm dentro deste lugar. Entre eles podemos destacar: o Monte dos Bicos (em galego bico significa ‘beijo’), o Cemitério Mouro e as balizas que ajudam à navegação.

Mais informação sobre Espaço escultórico [.PDF]